A estrada que nos leva ao Túnel Verde das Beiras

Esta é a quarta parte da nossa viagem por aquelas que considero serem as melhores estradas para conduzir na região.

Liguemos o motor e preparemos a nossa alma, porque conduzir é, para muitos de nós, mais que um simples ato mecânico, é uma forma de estar na vida! Vamos para a estrada!

 

IV – A verde Alameda das Beiras

 

Que estrada? N323 : Viseu- Vila Nova de Paiva

Porquê? Mergulhar na floresta.

 

É frequente encontrar na Internet imagens de estradas aninhadas por entre árvores frondosas. A beleza de uma estrada ladeada por árvores é idílica e cria um cenário que, nós condutores convictos, achamos perfeito.

 

“Um domingo de manhã, uma estrada com poucos carros e árvores que brilham com os raios de sol são aquilo com que Deus Nosso Senhor me poderá brindar quando eu chegar ao merecido paraíso depois de tantos anos a trabalhar. Serei uma alma feliz.”

 

Um domingo de manhã, uma estrada com poucos carros e árvores que brilham com os raios de sol são aquilo com que Deus Nosso Senhor me poderá brindar quando eu chegar ao merecido paraíso depois de tantos anos a trabalhar. Serei uma alma feliz.

323 2

A nossa região tem um trajeto assim.

Infelizmente não é um domingo de manhã com raios de sol que eu tenho para documentar mas sim uma cinzenta tarde de setembro. Mas, mesmo assim, valeu a pena.

232 1

Entre Viseu e Vila Nova de Paiva a estrada N323 tem duas secções distintas: A primeira é um segmento sinuoso e de serra a que os condutores chamam “as curvinhas do Vouga”. É uma sucessão de subidas e descidas que configuram uma paisagem tipicamente beirã rodeando o rio Vouga. Não desfazendo, é uma estrada relativamente comum embora sempre agradável.

A vida começa verdadeiramente quando chegamos à aldeia de Nogueira. A partir daqui entramos num troço debaixo de árvores que fazem daqueles cerca de 10 km uma imensa alameda como há poucas em Portugal.

Não se trata apenas de haver árvores pelo caminho. Elas formam o teto verde de um túnel natural do qual só saímos já perto de Vila Nova de Paiva. Neste percurso a estrada tem boas retas, lombas e curvas abertas que nos permitem apreciar a condução e a explosão de natureza à nossa volta. Como dizia, o ideal é apreciar a estrada num dia de sol de outono ou de primavera. As cores são verdadeiramente intensas.

Pode ainda, se tiver tempo, parar no parque botânico “Arbustus do Demo” à chegada a Vila Nova de Paiva. Mais um hino às plantas.

12343111_1083886464979599_997336272_o

A estrada merecia estar mais cuidada. Com a utilização intensiva da N329 o trânsito e a manutenção desapareceram.

Mas passe por lá, conduza submerso em verde.

 

Handerson Aguiar Engrácio

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *