Falemos do pecado da carne

Perdoem-me os vegan e vegetarianios, mas agora vamos falar de carne maturada.

Não é uma carne qualquer. Uma carne pecaminosamente deliciosa. Um tipo de naco que de tão suculento que é nos faz salivar apenas com a sua presença. Uma carne que tem um período de preparação singular, onde todos os aspetos são ponderados, controlados e harmoniosamente conjugados para que o resultado final provoque um festim nas nossas papilas gustativas – a carne maturada.

Hoje vamos falar de carne maturada que, pelos lados de Idanha-a-Nova, se produz com elevada qualidade.

A Carne Maturada de Vaca Geo do Prado, que foi apresentada recentemente num jantar-degustação juntamente com a Churrasqueira da Quinta, é um produto único na sua preparação, sendo obtida a partir de vacas de idade superior a 6 anos, essencialmente de raças com aptidão para a produção de carne. Estas vacas ficam na exploração, alegremente a pastar durante 6 meses, em regime extensivo, em pastagens naturais, com suplementos concentrados à base de cereais, propositadamente produzido para estes animais.

Mas afinal o que é a carne maturada?

Gosto de comparar esta carne ao queijo roquefort, mas sem a parte do bolor e do cheio. A carne maturada é retirada destes animais e fica a repousar, ou maturar, em câmaras de refrigeração, com temperaturas controladas e por períodos que podem variar entre as 2 e as 6 semanas. Esta variação de tempo vai depender de fatores como a idade, raça e índice corporal do animal (gordura e grau de marmoreado), entre outros, que potenciam o resultado final do processo de maturação.

Podia falar-vos acerca dos processos químicos da maturação e o que efetivamente faz ao produto, mas o que interessa saber é que a carne fica tenra, macia, suculenta e, absolutamente, deliciosa! Atirem-na às brasas e apreciem com um bom vinho da região, ou se for menos dado às lides culinárias, vá até ao restaurante Churrasqueira da Quinta, em Castelo Branco, na sua ementa irá encontrar três pratos onde a Carne Maturada é rainha que incluem o hambúrguer da Quinta, “contrafilé” e “filé mignon”.

Um destes dias irei falar-vos acerca da Nature Fields, a empresa que produz esta delícia de carne e outras iguarias que a natureza ajuda a forjar!

Tânia Fernandes

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *