Vamos ao Cinecôa

Vila Nova de Foz Côa enche-se de filmes de 20 a 22 de novembro com o CineCôa – Festival Internacional de Cinema de Foz Côa.

Uma grande alegria para cinéfilos, e não só, que durante três dias poderão assistir a filmes oriundos de Espanha, Brasil, Estados Unidos, Guiné-Bissau, Luxembrugo, México, Ucrânia e, claro, Portugal, num total de 20 filmes que compõem a edição deste ano do Cinecôa.

cinecooaa

O programa desta edição do Cinecôa aposta na qualidade e diversidade, com enfoque para o publico infanto-juvenil.

A manhã do primeiro dia é dedicada ao público mais jovem com a projeção do filme de animaçãoo “Até ao Tecto do Mundo” de A. Valente, C. Silva e V. Lopes.

À tarde o público poderá assistir à Longa Metragem de Comédia de Jorge Montereal “Famel Top Secret”.

Há ainda espaço para o Documentário com os trabalhos “Preserves” de B.Rich dos EUA e “A Campanha do Creoula” do português André Valentim Almeida.

À noite terá lugar a homenagem a Tino Navarro, produtor cinematográfico natural de Vila Flor.

O dia 21 de novembro arranca pelas 10h00 com a projeção do Filme da UTAD, “Viagem pelo Côa”.

Às 15h00 no rodarão os documentários “Ar” de Romina Quiroz, do México, “Aves, Paixão Europeia” dp português Lardyanne Pimentel e “A Beira da Europa” de Bernardo Cabral.

Às 17h00 roda a Longa Metragem “Era uma vez na Ucrânia” de Igor Parfenov seguida do filme “Killies” de David Rebordão.

À noite é exibido o filme “Pecado Fatal” de Luís Diogo, e a encerrar a noite, sobe ao palco Daniela Galbin que fechará a noite com um concerto.

O domingo começa pelas 10h00 com o filme “Viagem pelo Côa” e às 15h00 abre-se espaço para a comédia com os filmes “Atocha 70” de Irlanda Tambascio (Espanha), “Reverso” do brasileiro Francisco Colombo e “Os Gajos Famosos” de Adolf El Assal do Luxemburgo.

Às 17h00 é a vez dos documentários entrarem na tela com “Vaqueiros Encantados” de Marcia Paraíso e Ralf Tambke do Brasil e “África Abençoada” de Aminata Embaló.

Na noite de domingo dia 22, o encerramento do festival será marcado com um cine-concerto pelo compositor, guitarrista e cineasta Joaquim Pavão.A partir do seu último filme “Miragem”, as imagens e os sons irão invadir o Auditório Municipal de Foz Côa, onde decorre todo o festival.

Vários realizadores irão apresentar os seus filmes, sendo vários estreias nacionais e em estreia mundial será apresentado a última obra da realizadora brasileira Lardyanne Pimentel.

A iniciava cinematográfica, conta com a participação de instituições do ensino superior na área dos audiovisuais, é uma organização da Câmara de Vila Nova de Foz Côa.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *