Não é Boom, é Ben-in

Atenção! A gerência informa que o Ben-In não é um Mini Boom.

Não vai haver música eletrónica, Psy-Trace ou qualquer tipo de sons eletrónicos. É um festival, diferente, voltado para um público muito específico, mas não é um mini Boom, apesar de ter nascido do espirito do Boom Festival, e de ter lugar na Boom Land (lago de Idanha-a-Nova) no entanto promete, à semelhança do outro festival, revolucionar terras de Idanha-a-Nova, com um formato diferenciador, inovador, e apelativo por ser invulgar.

Mas afinal o que é o Ben-In 2015? Já sabemos que não é o Festival Boom que acontece todos os anos por aquelas paragens e que traz milhares de festivaleiros a Idanha-a-Nova, e que é apreciado por esse mundo fora, apesar de ser pouco conhecido por terras lusas. Mas isso também não interessa, já que grande parte do público deste evento é estrangeiro.

Mas voltemos ao Ben-In 2015. Afinal o que é?

É um festival, que apenas pode ser apreciado por 5000 pessoas, por limitações de espaço, que queiram ligar-se às suas raízes, explorar as modalidades de cura holística e dançar ao ritmo do Trance orgânico.

Este festival decorre entre 18 e 21 de junho e vai celebrar o solstício de verão e apelar a um estilo de vida mais sustentável. A organização refere-se a este evento como sendo o resultado das sementes lançadas durante o Boom Festival, e trata-se de uma oportunidade de apreciarem a Boom Land com o tempo mais ameno e dar as boas vindas à estação quente.

Durante 4 dias os visitantes poderão experienciar workshops de cura, espiritualidade, bem-estar, yoga, meditação, massagens, temazcal e watsu, tudo pensado para ajudar a tornar mais natural a saúde, bem-estar e felicidade dos participantes.

O convite é para que se desliguem da tecnologia e se deixem embarcar numa viagem de ritmos ancestrais da terra e assim encontrar o equilíbrio.

É um festival de música acústica, trance orgânico (sem ligações elétricas, e com recurso a instrumentos não eletrónicos) e músicas do mundo, demarcando-se, desta forma, do Boom festival, mais focado para o trance eletrónico, garantindo que terá presente algumas das melhores bandas deste género musical que levarão os participantes numa viagem onde se ligará o trance contemporâneo com tradições musicais antigas e sons sagrados do mundo.

Conheça melhor o programa em www.madeinboomland.org/be-in. Os bilhetes que forem adquiridos até 17 de maio custam 110€ mais 4€ de taxas, a partir de 18 de maio até ao dia 21 de junho o bilhete custará 130€ mais 5€ de taxas, e podem ser adquiridos no site do evento.

Lembramos, mais uma vez, que o Ben-In não é um mini Boom Festival, muito menos o próprio Boom Festival, apesar de ser produzido pela mesma equipa. O Boom Festival decorre entre 11 e 18 de Agosto, durante a lua cheia! Até lá… Ben-in.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *