Feira do Vinho do Dão 2017 promete

Os apreciadores de bons vinhos podem reservar, mais uma vez, o primeiro fim-de-semana de setembro para rumarem a Nelas para mais uma edição da Feira do Vinho do Dão.

Nos dias 1, 2 e 3 de setembro o centro de Nelas será o palco da maior feira de vinho do Dão da região. Cerca de 50 produtores estarão presentes nesta que é já a 26ª edição da Feira.

Esta é uma Feira que se orgulha das suas raízes e que procura apresentar um programa diversificado, mas sempre relacionado com o vinho, demarcando-se dos eventos mais “populares”. Não são as festas do concelho, é a Festa do Vinho e aqui o Dão é representado pelos seus melhores produtores, vindos dos quatro cantos da região e não apenas do concelho de Nelas.

Do programa deste ano consta mais uma edição do Musical “As Músicas que os Vinhos Dão” e que em 2017, após uma trilogia apaixonante, entra numa nova Era, com novas histórias em torno do vinho, da região e das suas gentes. Este ano o protagonista será o escanção e é uma história completamente diferente contada através de melodias intemporais e clássicas, mas que continua cingida ao grande amor por esta região tão bela.

“No reino das rolhas perdidas” é pois, o postal de amor a Nelas e a toda a região do Dão, e a proposta para este ano da Contracanto que assina este musical.

Este ano a Feira do Vinho do Dão conta com uma novidade, o Concurso de Vinhos da Feira – Medalha Eng. Vilhena (uma justa homenagem a Alberto Vilhena, considerado o “arquiteto” do Dão). Serão selecionados 10 tintos e 10 vinhos brancos de entre os produtores presentes na Feira e que queiram ir a concurso.

O Concurso de Vinhos não se restringe a si mesmo, podendo os interessados participar na Prova 10+10 com Harmonização gastronómica a cargo do Chef Diogo Rocha do Mesa de Lemos e que irá reunir os 20 vinhos selecionados. Trata-se de uma prova comentada pelo jornalista especialista em vinhos, Luís Lopes, e que dará a possibilidade aos inscritos de provarem aqueles que são considerados os melhores vinhos presentes na edição este ano da Feira. A prova será harmonizada com pratos confecionados pelo Chef Diogo Rocha. A participação neste evento só pode ser feita mediante inscrição e o pagamento de 25€.

O Chef Diogo Rocha é um dos nomes de referência nesta Feira, sendo uma visita assídua nos últimos anos, participando em diversos momentos com a sua assinatura e dando a conhecer a gastronomia local reinventada.

Este ano não será diferente, estando prevista uma ação para o último dia do evento e que promete surpreender. A Máquina do Tempo do Diogo Rocha promete ser um espaço de diálogo onde se pretende debater o futuro da Feira do Vinho do Dão enquanto o Chef demonstra através de algumas criações gastronómicas a sua visão culinária para 2020. Para participar neste momento é necessário fazer uma inscrição validada mediante o pagamento de 20€.

As noites também prometem ser animadas, com a presença de alguns Dj’s bem conhecidos do público como André Henriques (antigo locutor da RFM) que irá apresentar o seu set na sexta-feira, Wilson Honrado (Rádio Comercial) que comandará a noite de sábado e Gryzzler, que de resto atuará todos as noites, mas que no domingo, junto com os 2Mates será o responsável pelo fecho da animação da Feira.

A par destes momentos, durante a Feira será apresentado o livro “Territórios Vinhateiros de Portugal” da AMPV. Haverá um espaço dedicado aos mais novos. No segundo dia pode participar no “Dão Património de conhecimento”, um espaço onde se irá debater o Dão e fazer algumas provas de vinhos velhos do Dão.

Decorrerá também, no sábado, o IV Torneio Internacional de Futebol Veterano Feira do Vinho do Dão e o Torneio de Futsal Sénior ABC de Nelas e no domingo a X Maratona BTT do Dão e o FIT Club.

Nesta edição será ainda homenageado o Sr. José Carlos Lopes Oliveira pelo seu contributo à região.

Há muito para ver, ouvir e degustar nesta edição da Feira do Vinho do Dão que irá decorrer em Nelas, na Praça do Município nos dias 1, 2 e 3 de setembro!

 

Há um vinho raro em Figueira de Castelo Rodrigo o Pinking

A natureza é caprichosa e aquilo que podemos considerar um defeito pode, na realidade, revelar-se uma agradável novidade! Em Figueira de Castelo Rodrigo um “defeito” deu origem a uma categoria de vinho muito rara com o nome “Pinking”.

“Pinking” é uma categoria de vinho rara porque não pode ser produzida todos os anos, nascendo de um conjunto de fatores climatéricos que, como tal, não podem ser reproduzidos pelo homem.

O defeito passou a dar origem a uma nova categoria de vinho única no mundo, como sublinhou Jenny Silva, enóloga da Adega Cooperativa de Figueira de Castelo Rodrigo.

Foi a enóloga, enquanto estudante de mestrado na UTAD em conjunto com Fernando Nunes e Fernanda Cosme docentes nesta Universidade quem identificou o fenómeno “Pinking”. Mas afinal o que faz este fenómeno que está relacionado com as condições climáticas (temperatura média dos dez primeiros dias do mês de outubro) às uvas brancas nesta região? A temperatura nestes que são os últimos dias de maturação das uvas brancas da região faz com que os vinhos, produzidos exclusivamente com as castas brancas, surjam com uma cor rosa-salmão.

O que poderia ser visto como um problema foi encarado como uma oportunidade, assumido-se como um vinho raro e deixando-se, assim, de lado a necessidade de fazer o vinho passar por um tratamento que implicava um processo de estabilização com custos elevados.

As condições climáticas que dão origem a este fenómeno são tão raras que é impossível produzir estes vinhos todos os anos, uma vez que se as temperaturas médias forem altas ou haver muita pluviosidade neste período, o fenómeno não ocorre ou acontece em menor escala.

É então raro este vinho e foi batizado de “Pinking”, em homenagem ao fenómeno.

O Castelo Rodrigo Pinking 2016 é um DOC, produzido exclusivamente com a casta Siria, a preferida por terras da Beira Interior, e apresenta um aroma frutado e boca equilibrada com final harmonioso.

 

Fonte: RR

Sogrape lança novos vinhos Grão Vasco

Já estão no mercado os novos Grão Vasco da Sogrape. O lançamento destas novas colheitas aconteceu na Tasca da Esquina, do Chef Vítor Sobral, em Lisboa.

Na apresentação a enóloga Beatriz Cabral de Almeida conduziu uma prova de Grão Vasco das décadas de 1970, 80, 90 e 2000. Os vinhos de 2016 foram apresentados logo a seguir, tanto o branco como o tinto, dando a conhecer uma imagem e conceitos renovados. A Sogrape quer apresentar um novo Dão aos consumidores atuais que estão cada vez mais exigentes e informados.

A mudança aconteceu com uma nova garrafa e um rotulo mais moderno e apelativo e que representam uma aproximação à Quinta dos Carvalhais, nome incontornável do Dão.

Os Grão Vasco são vinhos de referência no Dão com assinatura da Quinta dos Carvalhais que assinalam 60 vindimas este ano e por isso apresenta-se nestas novas garrafas como um vinho preparado para o futuro do Dão.

O Grão Vasco Branco é um vinho jovem e fresco, bastante expressivo. Para manter este perfil, a enologia aposta na utilização de leveduras selecionadas na Quinta dos Carvalhais e recorre a temperaturas de fermentação mais baixas. Na adega, os cuidados a ter são muitos, mas sobretudo há que proteger o vinho da oxidação e, assim, garantir que o resultado final expresse o melhor do terroir do Dão.

No caso do Grão Vasco Tinto, é privilegiada a intensidade da fruta vermelha, num conjunto que se revela concentrado e bem definido, mas simultaneamente elegante e suave na boca. A seleção cuidada de uvas e o controlo da extração suave, em cada fermentação alcoólica, permitem à enologia a obtenção deste perfil.

O PVP recomendado é de 3,49€.

 

Fonte: vinhoportovintage; revista de vinhos

Vinhos do Dão brilham no concurso Vinhos de Portugal 2017

O concurso decorreu no passado dia 19 de maio e a região do Dão foi uma das grandes vencedoras na noite!

Foram um total de 341 medalhas, das quais 30 na categoria Grande Ouro, 121 de Ouro e 190 de Prata atestam a qualidade do vinho nacional, as distribuídas nesta edição. O Alentejo, anfitrião da edição 2017 do Concurso Vinhos de Portugal, foi a região que recebeu mais medalhas Grande Ouro do júri, enquanto o Dão sobressaiu nos grandes prémios.

Os sete grandes prémios do Concurso Vinhos de Portugal, que distinguem os melhores entre os 341 vinhos premiados, foram distribuídas pelas regiões do Dão, Douro, Vinho Verde, Porto e Bairrada. O vinho Villa Oliveira Touriga Nacional (2011), da Casa da Passarella, da região do Dão, foi considerado o “Melhor Vinho do Ano” vencendo também o prémio “Melhor Varietal Tinto 2017”. A região do Dão esteve ainda em evidência nos grandes prémios do certame com o Quinta dos Carvalhais Reserva (2012) a ser considerado “Melhor Vinho Branco 2017”.

Foram mais de 110 os especialistas nacionais e internacionais que avaliaram os cerca de 1373 vinhos em prova, atribuindo 341 medalhas, tendo a região do Dão arrecadado 4 medalhas na categoria mais elevada – Grande Ouro onde foram distribuídas 7 medalhas.

 

O vencedor do concurso

Villa Oliveira Touriga Nacional 2011 – O Abrigo da Passarella

Este é um vinho para ser degustado, como qualquer vinho de elegância do Dão. De aroma muito delicado, sobressaem algumas notas florais, fruta vermelha viva e algumas notas de ervas aromáticas. Trata-se de um vinho de corpo médio, belíssima acidez, taninos firmes, de uma elegância e frescura de final explosivo e de muito bom comprimento.

O preço ronda os 35€.

 

Melhor Vinho Branco Blend

Quinta dos Carvalhais Reserva, 2012, Sogrape Vinhos

 

Grande Ouro

Quinta da Ponte Pedrinha Reser, 2011 Maria de Lourdes Mendes Oliva Nunes Osório, Dop Dão

Quinta dos Carvalhais Reserva, 2012 Sogrape Vinhos SA, Dop Dão

Titular Encruzado, 2015 Caminhos Cruzados, Lda, Dop Dão

Villa Oliveira Touriga Nacional, 2011 O Abrigo da Passarela Lda, Dop Dão

 

 

Medalha de Ouro

Cabriz Biológico , 2013 Global Wines SA, “Dop” Dão

Cabriz Reserva , 2015 Global Wines SA, “Dop” Dão

Cabriz Touriga Nacional , 2013 Global Wines SA, “Dop” Dão

Casa de Santar , 2015 Global Wines SA, “Dop” Dão

Casa de Santar Vinha Dos Amore, 2014 Global Wines Sa, “Dop” Dão

Duque de Viseu Tinto, 2014 Sogrape Vinhos SA, “Dop” Dão

 

 

Medalha de Prata

 

Adega da Corga – Grande Reserv, 2013 Virginia Marques Barbosa Formoso, “Dop” Dão

Cova do Frade Reserva, 2015 Ferreira Malquias Lda, “Dop” Dão

Grão Vasco Reserva Prova Mestr, 2014 Sogrape Vinhos SA, “Dop” Dão

Julia Kemper Touriga Nacional, 2011 Julia Kemper Wines, S. A., “Dop” Dão

Kelman Tinto, 2014 Juliana Kelman Unipessoal Ltda, “Dop” Dão

Malaquias 120 Anos Garrafeira, 2004 Ferreira Malquias Lda, “Dop” Dão

Milénio Dão, 2012 Adega Cooperativa De Penalva Do Castelo, “Dop” Dão

Morgado de Silgueiros Reserva, 2014 Adega Cooperativa De Silgueiros Crl, “Dop” Dão

Paço Dos Cunhas De Santar Vinho, 2011 Global Wines Sa, “Dop” Dão

Quinta Da Ponte Pedrinha Touriga, 2014 Maria De Lourdes Mendes Oliva Nunes Osório, “Dop” Dão

Quinta de Lemos – Dona Georgina, 2011 Quinta De Lemos, S.A., “Dop” Dão

Quinta do Cerrado, 2015 União Comercial Da Beira, Lda, “Dop” Dão

Quinta dos Carvalhais Branco E, 0 Sogrape Vinhos Sa, “Dop” Dão

Quinta dos Carvalhais Colheita, 2014 Sogrape Vinhos Sa, “Dop” Dão

Quinta dos Carvalhais Reserva, 2011 Sogrape Vinhos Sa, “Dop” Dão

Titular Alfrocheiro, 2014 Caminhos Cruzados, Lda, “Dop” Dão

 

Festival de Vinhos do Douro Superior em Maio

Em Portugal celebramos o vinho como sendo um dos produtos de excelência que por cá produzimos e a verdade é que somos muito bons na arte!

Já lá vai o tempo em que quando falávamos de bons vinhos nacionais nos restringíamos a marcas do Douro ou Alentejo. Hoje em dia há cada vez mais regiões a darem cartas no mundo vinícola. Há que promover! Há que dar a conhecer a todos!

 

Em Vila Nova de Foz Côa a importância da promoção já foi percebida há muito tempo e o Festival do Vinho do Douro Superior começa a cimentar a sua posição na promoção dos vinhos e produtores desta região.

De 19 a 21 de Maio decorre a sexta edição do Festival do Vinho do Douro Superior, contando com a presença de enólogos, produtores e especialistas que vão dar a provar e a conhecer os néctares produzidos na região do Douro Superior.

Neste evento os visitantes e participantes podem contar com três provas comentadas começando pala do dia 19, “Grandes brancos do Douro Superior”, por Fernando Melo, jornalista e crítico da VINHO-Grandes Escolhas. No dia 20 terá lugar a prova comentada “Grandes Vinhos tintos do Douro”, com a participação de João Paulo Martins, jornalista e crítico da VINHO-Grandes Escolhas. No último dia decorrerá a prova “Vinho do Porto”, por Fernando Melo jornalista e crítico da VINHO-Grandes Escolhas.

Para além das provas decorrerá o Concurso de Vinhos dos Douro Superior. Haverá lugar, ainda, para um colóquio sob a temática “Um rio de patrimónios, da foz à nascente” com a presença do Jornalista Francisco José Viegas, do Professor Bianchi de Aguiar, do enólogo João Nicolau de Almeida, entre outros oradores, com moderação de João Paulo Martins, Jornalista e crítico da VINHO-Grandes Escolhas.

No dia 20 de maio os visitantes poderão assistir a uma prova comentada de azeites, por Francisco Pavão, especialista em azeites e assistir ao concerto de Tony Carreira.

 

 

 

 

Conheça os Boa Cama Boa Mesa da região em 2017

Já são conhecidos os distinguidos do Boa Cama Boa Mesa deste ano e na nossa região há dois restaurantes e dois hotéis galardoados com o Garfo de Ouro e Chave de Ouro!

Boa Mesa

Sabemos que se come bem por estes lados, mas é sempre bom saber que o reconhecimento é atribuído, e este ano o Guia Boa Cama Boa Mesa do Expresso atribuiu o Garfo de Ouro ao Restaurante Mesa de Lemos em Silgueiros, Viseu, e ao Restaurante Vallécula em Valhelhas, na Guarda.

O Restaurante Mesa de Lemos, situado em Silgueiros, Viseu, foi novamente distinguido com o Garfo de Ouro. Aliás, desde a sua abertura, o Restaurante Mesa de Lemos tem sido um “habitual” nestes prémios, arrecadando, logo na sua abertura, o prémio Revelação de 2015. Em 2016 recebeu o Garfo de Ouro e este ano repete a proeza. A arquitetura do edifício e a paisagem onde está inserido serve de “entrada” para os sabores perfeitamente confecionados do Chef Diogo Rocha e da sua equipa, que presenteia os visitantes com pratos feitos de ingredientes simples, mas de elevada qualidade.

Quem também já está habituado a ser reconhecido no Guia do Expresso é o Restaurante Vallécula em Valhelhas, na Guarda. Um daqueles casos de sucesso que só se percebe depois de entrarmos no edifício datado do séc. XVII, perfeitamente recuperado. Das mãos da cozinheira saem pratos que celebram a cultura gastronómica regional. Uma carta construída ao sabor das estações, numa invejável variedade de entradas, entre patés de galo e outros mimos, abrindo caminho a pratos como o galo no vinho ou o coelho com castanhas. Os enchidos e os queijos da região não faltam nesta mesa puramente beirã.

 

Boa Cama

Depois do repasto e do passeio pela Serra, descansar é um pedido do corpo, e o Guia do Expresso seleciona dois dos melhores Hotéis da Região no seu Guia: Casas do Côro em Marialva, Mêda, e o H2Otel em Unhais da Serra, na Covilhã, atribuindo-lhes a Chave de Ouro.

O empreendimento de Turismo Rural Casas do Côro também não é estreante nestas andanças do Guia do Expresso, uma prova que a sua qualidade se mantém nos padrões mais elevados. Trata-se de um espaço acolhedor que convida ao relaxamento e à comunhão com a natureza. Um deleite situado numa aldeia que, por si só, é mágica.

O H2Otel também está habituado a ser reconhecido pela sua qualidade. Com uma arquitetura moderna, mas perfeitamente entrosada na paisagem da Serra da Estrela, este Hotel Termal é o local ideal para quem quer passar uns dias de descanso na Serra.

Agora é só marcar na agenda e testar se o Guia tem razão!

Os melhores Restaurantes da região para 2017

Já por aqui vos demos a conhecer quais os alojamentos melhor classificados na região. Hoje vamos apresentar os Restaurantes mais apreciados!

Vem passear até à região da Serra da Estrela e quer saber onde pode jantar ou almoçar? Bem, sinceramente, é muito difícil vir até à Serra e comer mal, mas claro que há sempre aquela casa que se distingue das restantes.

Ninguém melhor do que os próprios clientes para avaliarem um restaurante, e por isso mesmo, fomos até ao Tripadvisor verificar quais as casas que mais agradavam os visitantes na região. Fizemos o levantamento dos que melhor resultado obtiveram em relação ao número de comentários. Fica aqui a avaliação!

 

Castelo Branco

Lenda de Viriato

Local: Unhais da Serra

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 5 (352 avaliações)

Este é um Restaurante que surpreende pela sua originalidade e pela qualidade das suas refeições. Uma viagem no tempo que é um sucesso da gastronomia serrana.

“Um dos melhores restaurantes temáticos que já tive prazer de visitar.
A decoração é irrepreensível, completa pela indumentária dos funcionários e até o subtil pormenor da música de fundo, constroem o ambiente que nos faz entrar numa outra era. Como se não bastasse, o cuidado na construção da temática é complementado pela única televisão no estabelecimento, que está no hall de entrada e passa em loop a história da lenda de Viriato, sem perturbar a sala de refeições. Ali, os ornamentos na parede são reproduções históricas dos tempos das invasões romanas. No varandim um dos funcionários declama em jeito de edital um resumo da lenda.
Sobre a comida apenas posso dizer que é deliciosamente original.
O serviço profissional e simpático, ao nível dos melhores restaurantes de grandes cidades. Recomendo sem duvida uma visita a caminho da serra.
Dou-lhes umas frescas 5 estrelas.”

Mauro Lopes, Lisboa

 

Restaurante As Tílias

Local: Fundão

Preço: Acessível

Classificação Tripadvisor: 4,5 (297 avaliações)

O Restaurante as Tílias é uma referência no Fundão e surpreende pelos sabores que apresenta. Paragem obrigatória!

“Comida inovadora, funcionários simpáticos e eficientes, preço justo, voltaremos sempre que passarmos no fundão, a carne com cerejas e castanhas estava muito boa, as sobremesas de bolo com gelado e pudim de pão com espuma de azeite são deliciosas…. ao pé das piscinas, com um lugar para tomar café e fumar, excelente!”

Ana Paula Pinto, Lisboa

 

Taberna Laranjinha

Local: Covilhã

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (513 avaliações)

Fica no coração da Covilhã e é um dos pontos de paragem obrigatórios para quem visita a região.

“Torna-se um favorito instantâneo. As pessoas que trabalham aqui definem a arte de bem receber. São simpáticos e extremamente competentes, apresentando pratos fora do comum com os sabores e artes da Região – e que Região!
As entradas são variadas e tudo é de comer e chorar por mais – e acreditem, tanto que comemos… – só pecando de facto por estar fechado no dia seguinte à nossa ida, pois de bom grado teria repetido vezes sem conta.
É o tipo de lugar onde nos sentimos bem-vindos de facto e onde essa agradável surpresa que é aqui entrar – num belíssimo espaço, acrescento – se torna uma experiência inesquecível.
Fantástico o Brás de Alheira bem como o Bife com Presunto e Queijo da Serra. Adorámos o pão e as entradas e esperamos voltar em breve para mais, dado que agora recomendamos este sítio a todos os que conhecemos.”

Valente Rola, Lisboa

 

Varanda da Estrela

Local: Penhas da Saúde

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (601 avaliações)

No coração da Serra da Estrela, em plenas Penhas da Saúde, encontramos um espaço que deslumbra os sentidos!

“Situado nas Penhas da Saúde, Serra da Estrela, a Varanda da Estrela é um café/restaurante que tem um ambiente muito agradável. Quando se entra, somos recebidos com um sorriso franco do dono, David. A comida servida é farta, de excelente qualidade e o preço é ajustado. Os pratos são, genericamente, típicos da Serra! O queijo de ovelha tem um sabor fantástico e, antes de nos virmos embora, não resistimos à tentação de levar um para casa!”

Paula Carrilho

 

Alambique de Ouro

Local: Fundão

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (462 avaliações)

Este é mais um local de referência na gastronomia na região. Se vier visitar a Serra da Estrela, pare no Fundão e faça a sua refeição neste espaço!

“Parámos neste restaurante a caminho do Douro Superior, e gostámos tanto que voltámos a parar quando retornámos a Lisboa.
Ótimas entradas, em que o pão é mesmo muito bom, e o queijo da serra, a pasta de atum e as azeitonas também são muito bons.
Nos pratos principais recomendo a grelhada mista, a posta mirandesa, o cabrito grelhado. Os acompanhamentos também são excelentes, dos quais destaco o arroz de míscaros, que é fabuloso.
Boa carta de vinhos, sendo que numa das vezes nos foi recomendado o vinho velho do dia, um Reserva da Adega da Covilhã de 1997, que estava muito bom e a excelente preço.
As sobremesas todas tinham bom aspeto.
Destaque ainda para o atendimento, personalizado e com muita simpatia.
Recomendo vivamente este restaurante!”

Hugo Alvares, Estoril

 

 

Guarda

 

Cova da Loba

Local: Linhares da beira

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (267 avaliações)

Inserido numa das 12 Aldeias Históricas, o Cova da Loba é um local de visita obrigatória em Linhares da Beira. Um exemplo da gastronomia moderna que existe na Serra da Estrela.

“Linhares é uma aldeia histórica mas quando entramos no Cova da Loba viajamos para uma outra realidade, modernidade e requinte q.b aliados a uma cozinha fantástica. A qualidade e a sazonalidade dos ingredientes está presente em cada prato, das entradas às sobremesas tudo é delicioso. O pernil é simplesmente divinal! Sem dúvida uma experiência a repetir.”

S. Ribeiro, Porto

 

Soadro do Zêzere

Local: Valhelhas

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (185 avaliações)

Em Valhelhas encontra um espaço onde os sabores das beiras são reis. Uma referência na gastronomia da Serra da Estrela!

“Fomos a Valhelhas para tentar almoçar num restaurante local, como não conseguimos mesa optamos por este e em boa hora o fizemos. Sem duvida um dos melhores restaurantes que já comi em termos de relação preço qualidade. Estava tudo muito bom, comida muito bem confecionada, atendimento simpático, espaço agradável e a conta surpreendentemente baixa para a qualidade que apresentam.”

Rui G.

 

Restaurante Belo Horizonte

Local: Guarda

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (387 avaliações)

Este Restaurante fica situado em pleno Centro Histórico da Guarda. Um local recatado que se destaca pela sua qualidade. Uma tradição na Guarda.

“Fomos muito bem acolhidos pelo sr. José numa noite fria de final de ano. À simpatia do proprietário juntou-se a qualidade dos pratos: muito bem confecionados e generosamente servidos. Escolhemos o famoso bacalhau com natas (e percebemos o motivo da fama) e secretos de porco preto. Não pudemos resistir às sobremesas, das quais destacamos o pudim de laranja.
Não sei quando voltarei à Guarda, mas quando isso acontecer procurarei novamente o Belo Horizonte.”

Carla M., Açores

 

Restaurante Berne

Local: Manteigas

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (224 avaliações)

Situado em Manteigas este é um dos Restaurantes de referência na gastronomia da Serra da Estrela. Um local a não perder!

“Escolhemos o Restaurante Berne numa visita a Manteigas, através da pontuação geral aqui do tripadvisor e ainda bem que o fizemos.
O Restaurante Berne é sinonimo de simpatia e o ambiente traduz elegância e aconchego onde somos brindamos com uma vista fenomenal sobre a cidade. O ambiente é aquecido através de uma grande lareira muito reconfortante.
A gastronomia regional é de grande qualidade, repleta de sabor e muito bem confecionada. Tivemos oportunidade de experimentar o pernil de porco no forno, as migas com feijoca, acompanhadas por entrecosto e enchidos, o bacalhau com broa e a farinheira. Todos os pratos estavam absolutamente divinais, mas se tivesse de optar pelo meu favorito, optaria pelo bacalhau com broa.
O vinho da casa, servido à caneca ou ao copo, fez a combinação perfeita com os pratos degustados.
Geralmente não costumamos escolher sobremesas, mas pelo simpatia da pessoa que nos servia, decidimos aceitar a sugestão e experimentar um delicioso tiramisu. Recomendo.
Em suma, foi uma excelente experiência gastronómica a um preço muito justo (+-15€ por pessoa) e fico ansioso por voltar lá um dia.”

Dominique

 

Restaurante O Albertino

Local: Folgosinho

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (422 avaliações)

Um dos nomes mais famosos da Serra da Estrela. A este restaurante acorrem excursões de todo o país! Um restaurante típico numa aldeia caricata. Visite!

“Aconselho a irem a este Restaurante pelo Almoço, Pois a quantidade é tão exagerada que é impossível darmos conta. Tudo do melhor, as entradas de enchidos e queijos, a Feijoada de Javali e a Cabidela de Coelho são divinais, a repetir quando passar por perto e com muita, fome.”

Luís Manuel F., Portimão

 

Viseu

DOC

Local: Armamar

Preço: Alto

Classificação Tripadvisor: 4,5 (818 avaliações)

Um dos Restaurantes do Chef Rui Paula, considerado um dos melhores da região centro. Com vistas magnificas para o Douro, este é um espaço onde os olhos também comem!

“Localização e equipe de atendimento dos melhores do mundo! Não é à toa que está no Michelin!! Pratos servidos com um capricho exemplar, mimos do chefe fantásticos! Vinhos excelentes e servidos de maneira soberba!! Vale muito a pena!!”

Alexandre, Brasil

Casa Arouquesa

Local: Viseu

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (264 avaliações)

O Casa Arouquesa fica em Viseu e destaca-se pela qualidade dos seus pratos de carne. Um local intimista onde o requinte impera nos sabores!

“Vim por intermédio do trip, e realmente e de salientar a qualidade da carne…tanto a assada no forno como a grelhada!
Mas a que mais me surpreendeu foi a assada no forno, suculenta a desfazer-se e uma dose para duas pessoas e muito bem servida!
Entradas boas e depois para os amantes do vinho….podem se perder pela vasta e rica carta de vinhos.
As sobremesas todas caseiras pelo que me apercebi, e e um aspeto que valorizo muito, comemos um bolo de bolacha excelente e com uma apresentação invulgar!
Espaço acolhedor e requintado…moderno.
Com toda a certeza que vou recomendar e voltar!
Um muito obrigado!”

António, Coimbra

 

3 Pipos

Local: Tondela

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (264 avaliações)

Um restaurante onde os sabores nacionais são muito bem representados. Um bom exemplo da qualidade da gastronomia da região de Viseu!

“Já fui algumas vezes a este restaurante e para mim escolha o que escolher saio sempre muito satisfeito.
Os produtos da região são bem utilizados, a carne em geral mas sobretudo o cabrito assado é soberbo. As entradinhas regionais também são fenomenais. Passagem por este restaurante é obrigatória em passeios pelo Caramulo. A repetir!”

 

Quinta da Magarenha

Local: Viseu

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (483 avaliações)

Este é um Restaurante às portas da cidade de Viseu. Uma casa de tradição que demosntra a qualidade de bem servir das beiras.

“Um restaurante de uma cidade do interior com uma qualidade à prova de bala, onde o local é agradável, espaçoso, onde os empregados são eficientes e muito simpáticos, onde os preços são justos (comparados com Lisboa são baratos!), onde as doses são enormes e os produtos servidos são fantásticos. Talvez o melhor restaurante que conheço.”

Jorge, Lisboa

 

Dux Palace

Local: Viseu

Preço: Médio

Classificação Tripadvisor: 4,5 (483 avaliações)

Um conceito de Taberna Urbana que surpreende pela decoração moderna do espaço. Ideal para petiscar com os amigos!

“O local é bastante próximo do centro de Viseu.  O local é moderno e faz lembrar um bar de Barcelona. Apesar do ar estrangeiro a qualidade das tapas é de realçar, porque se nota o sabor português.  Nas sobremesas é ainda mais notório, onde podemos escolher algo básico, mas devido há apresentação e ao adicionar um sabor distinto do habitual. Podemos ter uma experiência totalmente diferente. Quanto ao staff parece ser de excelente​ qualidade.”

Hugo, Barcelona

 

Seja qual for o espaço escolhido, na região é muito fácil encontrar um espaço acolhedor onde os sabores, sejam regionais ou não, são sempre de qualidade!

Os Boa Compra da Beira Interior da Revista da Vinhos

Já são conhecidos os Vinhos, Boa compra da Revista de Vinhos do ano 2016, e se em 2015 a lista já era extensa, o final de 2016 veio aumentar, ainda mais, essa lista!

Durante o ano de 2017 pode, então, começar a planear as suas compras para a garrafeira com base nesta lista que, no total, com 945 “selos” de Boa Compra!

Claro que não vamos fazer, aqui, a lista completa, até porque na região os vinhos de eleição são os do Dão e os da Beira Interior.

Antes de avançarmos para a lista, devo dizer que o selo “Boa Compra” é atribuído pelo painel de provadores da Revista de Vinhos (RV) quando um vinho atinge determinada pontuação dentro de um escalão de preço.

A avaliação qualitativa dos vinhos é feita numa escala de 0 a 20 com meios pontos, e reflete, naturalmente, o investimento feito pelos produtores, na vinha e na adega.

As notas mais altas serão, naturalmente, atribuídas a vinhos nos escalões de preço mais elevados, não porque são caros, mas porque são os melhores.

Para o cidadão comum, no entanto, a maior parte desses néctares fica fora do alcance das suas bolsas. Resta sonhar. E procurar as melhores opções entre os preços mais moderados. A boa notícia é que nesse campo há muito por onde escolher.

Passemos ao que nos interessa, a lista dos Vinhos Boa Compra da Região da Beira Interior:

 

Beyra Beira Interior branco 2015

Beyra Beira Interior tinto 2015

Beyra Quartz Beira Interior Reserva branco 2015

Beyra Superior Biológico Beira Interior tinto 2015

Rui Roboredo Madeira Vinhos

 

Boa Pergunta? Beira Interior Col. Selec. branco 2015

Coop. Agr. Beira Serra

 

Conde Julião Beira Interior tinto 2014

Piornos Beira Interior Trincadeira e Jaen Reserva tinto 2013

Adega Coop. da Covilhã

 

Quinta dos Termos Beira Interior Reserva branco 2015

Quinta dos Termos Beira Interior tinto 2013

Quinta dos Termos Vinhas Velhas Beira Interior Reserva tinto 2013

Quinta dos Termos

 

Agora é só preparar espaço na Garrafeira lá de casa e testar!

Conheça os Boa Compra do Dão para este ano

Já são conhecidos os Vinhos, Boa Compra da Revista de Vinhos do ano 2016

e se em 2015 a lista já era extensa, o final de 2016 veio aumentar, ainda mais, essa lista!
Durante o ano de 2017 pode, então, começar a planear as suas compras para a garrafeira com base nesta lista que, no total, com 945 “selos” de Boa Compra!
Claro que não vamos fazer, aqui, a lista completa, até porque na região os vinhos de eleição são os do Dão e os da Beira Interior.
Antes de avançarmos para a lista, devo dizer que o selo “Boa Compra” é atribuído pelo painel de provadores da Revista de Vinhos (RV) quando um vinho atinge determinada pontuação dentro de um escalão de preço.
A avaliação qualitativa dos vinhos é feita numa escala de 0 a 20 com meios pontos, e reflete, naturalmente, o investimento feito pelos produtores, na vinha e na adega.
As notas mais altas serão, naturalmente, atribuídas a vinhos nos escalões de preço mais elevados, não porque são caros, mas porque são os melhores.
Para o cidadão comum, no entanto, a maior parte desses néctares fica fora do alcance das suas bolsas. Resta sonhar. E procurar as melhores opções entre os preços mais moderados. A boa notícia é que nesse campo há muito por onde escolher.

Passemos ao que nos interessa, a lista dos Vinhos Boa Compra da Região Demarcada do Dão:

Adega de Mangualde Dão branco 2015
Adega Coop. Mangualde

Adro da Sé Dão Encruzado branco 2015
Udaca

Allgo Dão Encruzado-Uva Cão branco 2015
Allgodao Dão branco 2015
CM Wines

Cabeço do Mocho Dão Grande Escolha tinto 2012
Jaime de Almeida Barros

Cabriz Dão Col. Selec. branco 2015
Cabriz Dão Col. Selec. tinto 2014
Global Wines

Casa Américo Dão Touriga Nacional tinto 2012
Seacampo

Casa da Ínsua Dão Reserva tinto 2011
Casa da Ínsua Dão tinto 2012
Empreendimentos Turísticos Montebelo

Casa da Passarella A Descoberta Dão branco 2015
Casa da Passarella A Descoberta Dão tinto 2012
Casa da Passarella Enxertia Dão Jaen tinto 2012
Casa da Passarella O Brazileiro Dão rosé 2015
Casa da Passarella O Fugitivo Vinhas Centenárias Dão tinto 2013
Casa da Passarella

Casa de Santar Dão Reserva branco 2014
Soc. Agr. de Santar

Druida Dão Encruzado Reserva branco 2015
C2O

Evidência Dão tinto 2015
Parras Vinhos

Flor de Nelas Dão Encruzado branco 2014
Flor de Santar Dão tinto 2015
Ares do Dão

Fonte do Ouro Dão Reserva tinto 2014
Fonte do Ouro Dão tinto 2014
Soc. Agr. Boas Quintas

Fráguas Dão tinto 2014
Global Wines

Grilos Dão branco 2014
Grilos Dão Reserva tinto 2014
Soc. Agr. Casal de Tonda

Ladeira da Santa Dão Grande Reserva tinto 2015
Ladeira da Santa Dão tinto 2013
Ladeira da Santa

Opta Dão branco 2015
Opta Dão Reserva tinto 2013
Opta Dão rosé 2015
Opta Dão tinto 2013
Opta Premium Selection Dão Touriga Nacional tinto 2015
Opta Wines

Pedra Cancela Dão Reserva tinto 2014
Pedra Cancela Dão Malvasia Fina-Encruzado Reserva branco 2015
Pedra Cancela Vinhos do Dão

Pinha Ribeiro Santo Dão branco 2014
Pinha Ribeiro Santo Dão tinto 2013
Magnum – Carlos Lucas Vinhos

Quinta da Fata Dão Reserva tinto 2012
Quinta da Fata Talhão do Alto Dão Touriga Nacional Grande Reserva tinto 2014
Quinta da Fata

Quinta da Giesta Dão branco 2015
Quinta da Giesta Dão tinto 2014
Quinta da Giesta Dão Touriga Nacional rosé 2015
Soc. Agr. Boas Quintas

Quinta da Ponte Pedrinha Dão branco 2015
Quinta da Ponte Pedrinha Dão tinto 2014
Quinta da Ponte Pedrinha Dão Touriga Nacional tinto 2014
Maria de Lourdes Mendes Osório

Quinta da Tapada do Barro Dão Reserva tinto 2011
Quinta da Tapada do Barro Dão tinto 2012
António Silva Viana

Quinta das Camélias Dão Touriga Nacional tinto 2010
Quinta das Camélias Dão Reserva tinto 2010
Quinta das Camélias Reg. Terras do Dão Syrah tinto 2012
Quinta das Camélias Dão rosé 2015
Jaime de Almeida Barros

Quinta das Maias Dão Malvasia Fina branco 2014
Soc. Agr. Faldas da Serra

Quinta das Marias Dão Encruzado branco 2014
Quinta das Marias Cuvèe TT Dão Reserva tinto 2014
Quinta das Marias Lote Dão tinto 2013
Quinta das Marias – Peter Eckert Vinhos

Quinta de Saes Dão tinto 2012
Quinta da Pellada – Álvaro Castro

Quinta do Cerrado Dão Jaen tinto 2014
Quinta do Cerrado Dão Malvasia Fina branco 2015
União Comercial da Beira

Quinta do Margarido Dão branco 2014
Quinta do Margarido Dão Col. Selec. branco 2014
Quinta do Margarido Dão Col. Selec. tinto 2012
Soc. Agr. do Margarido

Quinta do Mondego Dão branco 2015
Fontes da Cunha

Quinta do Perdigão Dão Encruzado branco 2014
Quinta do Perdigão

Quinta do Sobral Dão tinto 2014
Quinta do Sobral Santar Dão Touriga Nacional tinto 2013
Quinta do Sobral

Quinta do Vale Dão tinto 2014
Seacampo

Quinta dos Carvalhais Dão Encruzado branco 2015
Quinta dos Carvalhais Dão tinto 2012
Sogrape Vinhos

Quinta dos Garnachos Dão tinto 2013
Quinta dos Garnachos Dão Touriga Nacional tinto 2013
Quinta dos Garnachos

Ribeiro Santo Dão branco 2015
Ribeiro Santo Dão Encruzado branco 2015
Ribeiro Santo Dão Touriga Nacional tinto 2012
Ribeiro Santo Dão tinto 2013
Magnum – Carlos Lucas Vinhos

São Matias Dão branco 2015
Casa de São Matias

Sobral Santar Dão branco 2015
Quinta do Sobral

Soito Dão tinto 2013
Soito Wines

Somontes Dão branco 2014
Somontes Dão rosé 2014
Casa da Passarella

Tapada do Barro Reg. Terras do Dão tinto 2012
António Silva Viana

Titular Dão branco 2015
Caminhos Cruzados

Titular Blush Edition Dão rosé 2015
Titular Dão Alfrocheiro tinto 2014
Titular Dão rosé 2015
Caminhos Cruzados

Torreão da Alameda Dão Reserva tinto 2014
Alameda de Santar

UDACA Dão Touriga Nacional tinto 2012
Udaca

Vegia Dão tinto 2012
Casa de Cello

Vidente Dão tinto 2014
C2O

Vinha Paz Dão branco 2015
António Canto Moniz

Em 2016, o painel de provadores da RV, constituído por João Afonso, João Paulo Martins, Luis Antunes, Luís Lopes e Nuno de Oliveira Garcia, encontrou 945 vinhos merecedores do selo Boa Compra. Isto representa uma subida em relação aos 765 atribuídos em 2015, acelerando o movimento ascendente que marca os últimos cinco anos: foram 376 selos em 2012, 494 em 2013, 625 em 2014. Esta tendência simboliza bem o esforço dos produtores, apostados em aprimorar cada vez mais a qualidade dos seus vinhos, sem que isso se reflita obrigatoriamente no bolso do consumidor.

Os Vinhos da Beira Interior 2016 pela Revista de Vinhos

Também os vinhos da Beira Interior estiveram em destaque nos prémios excelência de 2016 da Revista de Vinhos e que foram anunciados no passado dia 17 de fevereiro.

A revista escolheu um conjunto de vinhos que classificou como a “guarda de honra” dos prémios deste ano e que merecem ser provados.

Fique a conhecer a lista dos Vinhos da Beira Interior:

 

Beyra Superior Beira Interior tinto 2013
Rui Roboredo Madeira Vinhos

Este é um vinho encorpado que acompanha muito bem carnes vermelhas e possui um bom potencial de envelhecimento. Deve ser servido a 16o. é um vinho muito intenso e mineral, com notas cítricas e florais bem integradas com aromas provenientes da fermentação em barricas. Na boca é cremoso e gordo com final muito fresco e longo.

By Rui Roboredo Madeira Beira Interior tinto 2014
Rui Roboredo Madeira Vinhos

(Não conseguimos encontrar um descritivo deste vinho, o melhor mesmo é provar e retirar as suas conclusões!)
Quinta do Cardo Beira Interior Síria Reserva branco 2014
Agro Cardo

Produzido com a casta Síria. De cor citrina, apresenta aroma floral e frutado com destaque para as flores brancas, toranja e lima. Revela ainda notas minerais a reflectir o solo (sílex e grafite). Na boca mostra grande untuosidade e uma acidez viva que lhe confere grande vitalidade e longevidade. As uvas que deram origem a este vinho provêm da “Vinha do Lomedo”, a parcela mais antiga da Quinta do Cardo (com mais de 40 anos). A companhia perfeita para peixes gordos, aves, mariscos e saladas. Servir a 8ºC. Pronto a beber desde já, evoluirá bem na garrafa durante 2 a 7 anos após a data de colheita.
Quinta dos Termos Vinhas Velhas Beira Interior Reserva tinto 2013
Quinta dos Termos

Este é um vinho de aroma fino, boa presença da madeira e as notas da fruta madura (amora, ameixa vermelha) são muito atraentes. Tem bom volume e estrutura de boca, taninos muito finos e final muito prolongado.

Descubra-os!

Sugerimos que leia: