Os Vinhos da Beira Interior 2016 pela Revista de Vinhos

Também os vinhos da Beira Interior estiveram em destaque nos prémios excelência de 2016 da Revista de Vinhos e que foram anunciados no passado dia 17 de fevereiro.

A revista escolheu um conjunto de vinhos que classificou como a “guarda de honra” dos prémios deste ano e que merecem ser provados.

Fique a conhecer a lista dos Vinhos da Beira Interior:

 

Beyra Superior Beira Interior tinto 2013
Rui Roboredo Madeira Vinhos

Este é um vinho encorpado que acompanha muito bem carnes vermelhas e possui um bom potencial de envelhecimento. Deve ser servido a 16o. é um vinho muito intenso e mineral, com notas cítricas e florais bem integradas com aromas provenientes da fermentação em barricas. Na boca é cremoso e gordo com final muito fresco e longo.

By Rui Roboredo Madeira Beira Interior tinto 2014
Rui Roboredo Madeira Vinhos

(Não conseguimos encontrar um descritivo deste vinho, o melhor mesmo é provar e retirar as suas conclusões!)
Quinta do Cardo Beira Interior Síria Reserva branco 2014
Agro Cardo

Produzido com a casta Síria. De cor citrina, apresenta aroma floral e frutado com destaque para as flores brancas, toranja e lima. Revela ainda notas minerais a reflectir o solo (sílex e grafite). Na boca mostra grande untuosidade e uma acidez viva que lhe confere grande vitalidade e longevidade. As uvas que deram origem a este vinho provêm da “Vinha do Lomedo”, a parcela mais antiga da Quinta do Cardo (com mais de 40 anos). A companhia perfeita para peixes gordos, aves, mariscos e saladas. Servir a 8ºC. Pronto a beber desde já, evoluirá bem na garrafa durante 2 a 7 anos após a data de colheita.
Quinta dos Termos Vinhas Velhas Beira Interior Reserva tinto 2013
Quinta dos Termos

Este é um vinho de aroma fino, boa presença da madeira e as notas da fruta madura (amora, ameixa vermelha) são muito atraentes. Tem bom volume e estrutura de boca, taninos muito finos e final muito prolongado.

Descubra-os!

Sugerimos que leia:

https://heartbeat.pt/dao-revista-vinhos/

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *