CineEco já se prepara

O CineEco 2016 já se está a preparar!

Serão cerca de 100 os filmes que vão rodar em Outubro, no Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela. Serão mais de 100 filmes e mais de 20 os países a marcarem presença neste que é um dos mais importantes Festivais do género na Europa.

Este ano o CineEco decorrerá de 8 a 15 de outubro na Casa Municipal de Seia tendo como signo “Nuclear Não Obrigado!” e inclui na seleção oficial, filmes repartidos por diversas seções que vão a competição: longas, médias e curtas-metragens internacionais, séries, documentários e reportagens de televisão, longas e curtas metragens da lusofonia, panorama regional e sessões especiais.

Para a abertura da edição deste ano foi selecionado o filme “A Suplicação – Vozes para Chernobyl”, de Pol Cruchten (Luxemburgo).

Para o fecho foi escolhida a película “Muros e o Tigre”, de Sushma Kallam (Índia).

Os filmes procuram refletir as várias preocupações da crise ambiental no mundo, nos dias que correm, e por isso poderemos ver, na competição internacional de longas-metragens filmes como “A Morte Diária”, de Daniel Lentini (Brasil), “Rio Corgo”, de Maya Kosa & Sérgio da Costa (Suíça/Portugal), “A Vida Em Chamas”, de Manuel H. Martín (Espanha), “Flores do Futuro: Dobra Voda”, de Valérie Valette (França), “O Normal É Mais Que Um Filme”, de Renee Scheltema (África do Sul), e “Sempre a Terra”, de Sarah Grohnert (Nova Zelândia).

Fazem 30 anos desde a tragédia de Chernobyl e o Festival não poderia deixar esta triste efeméride passar em branco e por isso a ediçãoo deste ano tem especial enfoque nesta temática, até porque têm sido levantadas questões relacionadas com a segurança nacional devido à segurança da velha central nuclear espanhola de Almaraz, situada a cerca de 100km de Portugal e que usa as águas do Tejo para se arrefecer.

Os temas com enfoque ambiental e de sustentabilidade farão parte da vasta programação deste ano do CineEco que conta ainda com as habituais sessões infantis e para os alunos das escolas.

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *