A reta final do ano do TMG

Setembro é mês de regressar à rotina. É mês de rentrée seja nas escolas, na Tv ou na programação cultural. O

TMG já apresentou a programação para os próximos três meses e podemos garantir que é cheia de grandes momentos, imperdíveis mesmo, o que revela que na Guarda, esta cidade do interior, a Cultura não deixa nada a dever aos grandes centros ali do Litoral.

Até ao Natal haverá concertos com grandes nomes nacionais e internacionais, exposições e Teatro, num conjunto de espetáculos que promete ter salas cheias no Teatro Municipal da Guarda.

Começamos pelo Ciclo Relavrar que irá atravessar toda a reta final da temporada deste ano do TMG. Este Ciclo quer mostrar a diversidade e a criatividade que se tem vindo a verificar no que toca à nova música de raiz tradicional. Toda uma nova geração de músicos de diferentes quadrantes e experiências que apresentam o futuro da dita música tradicional, demonstrando que o passado tem futuro, um futuro excitante e cheio de influencias urbanas como o Jazz, Electrónica, Rock, Pop, Blues ou Erudita.

Este será um Relavrar da Música Tradicional, apresentando os novos sons e nomes deste reinventar da Música Tradicional, com concertos, Filmes, oficinas e Tertúlias. Na HeartBeat destacamos o concerto de Charanga no dia 24 de Setembro, dos Fandango no dia 21 de Outubro e dos Marafona no dia 9 de Dezembro. O TMG proporciona a oportunidade de assistirem a todas as atividades deste Ciclo, num total de 9 eventos, por 20€ caso adquira o bilhete global.

Para trás já estão concertos como o de Lloyde Cole, mas muito está para vir, a começar já por esta Quinta-feira com o Café Concerto a receber os Konflito Social em comemoração de 20 anos de carreira.

No dia 23 é a vez de OMIRI subir a este palco e no dia 24, inserido no Ciclo Relavrar, os Charanga irão animar o Pequeno Auditório no dia 25 de setembro.

Esta sala recebe no dia 28 de setembro um concerto que resulta de uma parceria entre a ASTA e a Academia de Música de Pinhel, “Queremos Mudar o Mundo”, será um espetáculo a não perder.

Ainda nos concertos, os Get The Blessing atuam no Café Concerto no dia 29 de setembro, no dia 1 de Outubro, Dia Mundial da Música, o Pequeno Auditório recebe Tecla Tónica e Ghost Hunt, um documentário musical.

No dia 7 de Outubro, no Café Concerto, atuam os Postcards, diretos de Beirute.

A 8 de Outubro é a vez dos Sampladélicos visitarem o Pequeno Auditório e os Palankalama no dia 13 atuam no Café Concerto, espaço que recebe Rogério Cardoso Pires no dia 14 de Outubro.

A 15 de outubro o Grande Auditório recebe um dos grandes nomes da música internacional, Peter Murphy.

peter-murphy

Peter Murphy foi um dos ícones da década de 80

 

Os Fandango atuam no dia 21 de outubro no Pequeno Auditório, e nesta mesma sala atuam os Peixe:Avião no dia 3 de novembro. Carmen Souza e Theo Pascal sobem ao palco do Grande Auditório no dia 5 de novembro, num concerto inserido no Ciclo Relavrar.

Satie,150 é o trabalho de a pianista Joana Gama irá apresentar no Pequeno Auditório no dia 12 de novembro. Os Lumo atuam no Café Concerto no dia 18 de novembro, enquanto que no dia 27 de Novembro os GNR sobem ao palco do Grande Auditório.

gnr

Os GNR estão a assinalar os seus 35 anos de carreira

 

Dos Estados Unidos da América para o Grande Auditório chegam os Harlem Gospel Choir para um grande concerto no dia 2 de dezembro.

harlem

Os Harlem Gospel Choir são o mais conhecido grupo Gospel do mundo

 

Enquanto que a 7 de dezembro o Conservatório de Música de S. José da Guarda sobem ao mesmo palco para o Concerto de Natal.

A 9 de dezembro é a vez dos Marafona subirem ao palco do Pequeno Auditório. A 19 de dezembro não podem perder o concerto do Grande Auditório do Coro Alma de Coimbra, inserido na programação de Natal da cidade.

O cinema também marca presença nesta reta final da programação de 2016 do TMG, com os filmes “Porque não sou o Giacometti do Século XXI” de Tiago Pereira (4 de outubro), “Percursos com António Coimbra de Matos” (12 de outubro), Palestra sobre Satie0150 e Projeção da Curta-Metragem “Entr’acte” de René Clair (8 de novembro), “Uma pedra no bolso” de Joaquim Pinto (16 de novembro), “Everest” de Baltasar Kormákur (25 de novembro), “A Lagosta” de Yorgos Lanthimos (6 de dezembro), e “O Dia mais curto”, Curtas de animação (10 e 21 de dezembro).

O Teatro também será uma constante com as peças “d. Quixote (de Coimbra), pela Companhia O Teatrão (30 setembro).

“O Homúnculo” de Natália Correia pela Companhia Teatro Estúdio Fontenova (23 de outubro), “O Gato Vicente” pela Companhia Teatro da Lua (26 de outubro), Breve Manual do Gil para Vicentino desentendidos – “Mais quero asno que me leve do que cavalo que me derrube” pelo Aquilo Teatro (26 e 27 de outubro), “Sancho Pança, Governador da Ilha dos Lagartos”, pela Oficina de Teatro do Estabelecimento Prisional da Guarda (29 de outubro), “Alvaroque” da ACR Fernão Joanes (11 de novembro), “O Homem que só pensava em números” (17 de novembro), “Fahrenheit 451”, pela Companhia Teatromosca (19 de novembro), “O Ingénuo de Voltaire” pelo Teatro do Calafrio (14 a 17 de dezembro).

Mas há muito mais para ver e fazer no TMG até final de dezembro, desde seminários a palestras ou o Congresso “Guarda Weather Summit”, da cidade mais alta até ao Himalaia que contará com Vítor Baía, um meteorologista auto didata da Guarda e com palestras de João Garcia ou Ivan Vallejo. Haverá ainda espaço para exposições como a de fotografia, o Transversalidades 2016 – Fotografia sem Fronteiras. Mas convidamo-lo a conhecer mais acerca da programação para os próximos meses no TMG, visite o site www.tmg.com.pt.

 

 

 

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *