Pé na estrada até Casteleiro

É verão e apetece caminhar, por isso vamos lá pegar nas sapatilhas, roupas confortáveis, acordar bem cedinho e de garrafa de água na mão, porque é preciso hidratar, dar ao pezinho porque as terras são lindas e nas Beiras há muito para ver. Estão na moda as caminhadas, principalmente as bem acompanhadas, e há modas que de tão saudáveis que são devem ser como as noticias acerca do Cristiano Ronaldo no facebook – virais!

Há muitos municípios a mostrarem sensibilidade por esta causa, e mais do que isso, a darem conta do potencial turístico deste tipo de prática desportiva, como é o caso do Sabugal que disponibilizou 8 percursos pedestres que permitem, a quem for caminheiro, fazer exercício físico e cultural, ficando a conhecer algumas das belezas que fazem parte do património cultural e histórico deste município raiano.

Hoje vamos falar acerca do Pr 7, a Rota dos Casteleiros e que permite ficar a conhecer uma das mais bonitas Aldeias Históricas da região, Sortelha, pois é lá que se inicia este percurso.

Então vamos lá! Sapatilhas confortáveis calçadas, mochila às costas com bens essenciais que, no verão, deverão incluir água, protetor solar, fruta e uma barra energética, e um ou outro item que considere indispensável, afinal vamos andar pela natureza, e já agora, nada de deixar lixo por onde passar e cuidado porque estamos no verão e as matas começam a ficar secas, não queremos nenhum fogo pois não? Começamos em Sortelha, terra linda deste concelho do Sabugal, o inicio é no Largo de Santo António, junto à estrada municipal. Atravessa este largo antigo com dois solares a sul, e saímos da aldeia. Espera-nos uma descida suave, por entre hortas e antigos olivais. Lá no alto podemos admirar a escarpa de granito e o castelo, imponente, que guarda as suas gentes como uma sentinela.

sortelha1

Se pensa que a caminhada está a ser tranquila e a dificuldade é “para meninos”, a partir daqui irá começar a subir a ladeira íngreme em direção à “Porta da Vila”, entrada principal da Aldeia Histórica de Sortelha. Entramos neste mundo medieval, guardado pelo tempo, cheia de histórias e lendas para contar. Seguimos pela rua principal em direção a oeste e saímos pela “Porta Nova” para fora da muralha.

Aproveitemos para absorver alguma história com os vestígios medievais aqui presentes como as ruinas da Igreja da misericórdia e o antigo hospital. Começamos a descer aproveitando uma antiga calçada medieval com alguns troços ainda visíveis. Executando uma pequena subida logo após a Quinta das Parturas, o percurso faz-se por uma descida suave, ladeada por carvalhos e matos rasteiros que nos acompanham até perto do Casteleiro.

No Casteleiro, já em terras da Cova da Beira, encontramos vários olivais. Chegamos à capela de S. Francisco, no núcleo primitivo de Casteleiro.

Cansados? Alguns sim, outros nem por isso. A beleza deste percurso merece o passeio! E agora? Voltamos para trás, porque não?

 

Tânia Fernandes

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *