Um Paraísonas Penhas da Serra

Nasceu das ruínas e tornou-se um oásis serrano. Tem 130 anos de memórias e esperamos que tenha mais uns tantos pela frente, porque este local é maravilhoso de mais para se voltar a perder.

Vamos subir até aos 1500 metros. Aqui o ar é mais puro, mais fresco, mais genuinamente serrano. A luz assume tons mágicos e a natureza convida a que nos deixemos perder nos sentidos.

Respiremos fundo e deixemos que a envolvente tome conta de nós, e a natureza sabe cuidar dos seus filhos, e aqui assume contornos de terapia, já dizia Sousa Martins que fez questão de provar, cientificamente, que a região das Penhas Douradas é a mais saudável das terras nacionais.

De uma estância que se perdeu no tempo, nasceu um Hotel, mas não é um espaço hoteleiro qualquer, aqui existe um Design Hotel e Spa.

A Casa das Penhas Douradas que promete a quem a visita, o gozo de momentos de pura tranquilidade, onde se pode desfrutar do luxo do silêncio e dos prazeres que só a natureza sabe proporcionar, tudo aliado à lendária hospitalidade beirã, pois a mim parece-me ser a fórmula perfeita para o retiro ideal.

A Casa das Penhas Douradas tem quatro estrelas, e que belas elas são.

Simples, com respeito à envolvente, harmoniosamente esculpidas num cenário serrano perfeito. Aqui respira-se madeiras, flores e água. Aqui sentimos que tudo é tão maravilhosamente simples que quase parece ser conseguido espontaneamente. Quase parece, porque existe muita dedicação e trabalho neste espaço. Todos os pormenores são planeados com precisão e com o objetivo de proporcionar, a quem visita esta Casa, momentos únicos.

Falemos do atendimento, sempre cuidado, próximo e delicado, com oferta de chá e bolos, é como chegar a casa de um familiar.

A vista maravilhosa envolve-nos e no Inverno o aconchego é rei, e o conforto proporcionado por uma bebida quente e o crepitar da lareira são o pormenor que dificilmente pode ser replicado num outro lugar, a não ser na nossa própria casa. Todos os detalhes apelam aos sentidos. O cheiro das lareiras no Inverno e o sabor do chá. O aroma das flores de primavera. O calor do sol quente de verão e o refrescar de uma deliciosa bebida de boas vindas. Os mil tons de dourado da serra que nos entra pelas janelas no outono. As estações passam por aqui com requinte e todas elas têm segredos e nos dão vontade de cá ficar a viver.

casa penhas 3

Entremos num quarto, todos eles maravilhosos e com pormenores fantásticos que apelam à alma da Serra, como os detalhes de Burel, as aplicações de lã. A deliciosa presença da madeira, o design do mobiliário ou dos objetos de decoração.

Juntos, formam conjugações perfeitas, e a luz, essa luz que nos leva pelas paisagens da Serra da Estrela. Sair do quarto é quase uma heresia, mas esta Casa tem muito mais para oferecer e pecado é não desfrutar dos seus tesouros.

Relaxemos. Vamos até ao Spa. A Casa das Penhas Douradas tem uma oferta variada com nomes como Saúde pelo Ar, Saúde pela Altitude, Saúde pela Água. Pode ainda, se preferir, ter o seu Spa em plena natureza. Na Sauna e na piscina de água quente somos envolvidos pela Serra, com amplas janelas a abrirem horizontes, os da natureza e os da nossa mente.

casa penhas 2

Deliciemo-nos.

Deixemo-nos render aos sabores da região já que esta Casa não descura nenhum pormenor, e não é apenas na beleza arquitetónica que a atenção está focada, a atenção, cuidado e respeito com a gastronomia regional é também uma regra por estes lados, com consultadoria do Chef Luís Baena. Ao almoço, sabores típicos e ao jantar cozinha de autor onde os sabores se enlaçam com uma deliciosa seleção de vinhos regionais num bailado que não pode deixar de dançar. Há um cuidado especial com as estações na Casa das Penhas Douradas dando-se primazia aos produtos de época, como a abóbora ou a castanha, a carqueja, o zimbro e as ervas da Serra, os queijos, os cogumelos, trutas e cabrito. Para momentos especiais a Casa das Penhas Douradas sugere um piquenique gourmet num ambiente de grande conforto em plena natureza.

São muitas as atividades proporcionadas por este hotel, ao qual prefiro chamar Casa. Em todas as épocas do ano, haja neve ou sol. O que interessa é vir. Há pequenos santuários nesta Serra e esta Casa é um deles.

Tânia Fernandes

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *