Idanha Fora do Lugar

Fora do Lugar é um Festival, mas não é um Festival comum, assumindo-se como um dos fenómenos musicais mais originais do panorama nacional. O Fora do Lugar – Festival Internacional de Músicas Antigas é potenciado pelas infindáveis oportunidades que o território de Idanha-a-Nova oferece e este pequeno “andarilho” continua a surpreender com a sua programação onde cruza, de forma feliz, interpretes, reportórios e lugares.

fora1

Este Festival começa a 27 de novembro e estende-se até dia 12 de dezembro e não vive apenas de música, sendo que a programação é transversal havendo espaço para a gastronomia, natureza, masterclasses, oficinas e ainda espaço para serviço educativo.

fora3

Do programa deste Festival constam concertos no dia 27 de novembro de Noa Noa e Convidados, na Antiga Sé em Idanha-a-Velha, no dia 28 sobem ao palco do salão da Junta de Freguesia de Oledo os Caravana e no dia 4 de dezembro é a vez dos Quintana (Itália e República Checa) participarem neste Fora do Lugar em Monsanto. Em Aldeia Santa atua Emilio Villalba e Sara Marina de Espanha no dia 5 de dezembro. No dia 11 Pedro Jóia e Quarteto Arabesco invadem o Centro Cultural Raiana em Idanha-a-Nova. O dia 12 de dezembro irá acolher o concerto de Marco Beasley de Itália, na Antiga Sé em Idanha-a-Velha.

No dia 10 de dezembro terá lugar o Jantar Pobre pelas 20h00 em Idanha-a-Nova, com inscrições abertas até 72 horas antes.

As atividades relacionadas com Natureza arrancam no dia 27 de Novembro com a saída de campo, “A água e a vida do rio Ponsul, na Várzia” tendo como destinatários a comunidade escolar. Continuam no dia 28 com a saída de campo “Vamos ser geólogos e padeiros por um dia na Rota dos Fósseis de Pena Garcia. No dia 11 a saída de campo “A água e a vida do rio Ponsul, na Várzia” terá a sua segunda edição e no dia 12 de dezembro terá lugar a saída de campo “No Canhão Fluvial do Erges, em Segura, quem é quem no admirável mundo das plantas?”.

No que toca às Oficinas, no dia 28, em Oledo, na Casa do Povo, será dinamizada uma relacionada com Danças Tradicionais Europeias, no dia 5 de dezembro no Centro Cultural Raiano terá lugar a Oficina “O alaúde e a harpa na Itália no Século XVII, com Quintana. Ainda no dia 5, pelas 17h00 será levada a cabo a Oficina “Os Instrumentos perdidos do Al-Andaluz, também no Centro Cultural Raiano. Por fim, no dia 12, pelas 10h30, terá lugar a Oficina/Concerto Comentado, “As cordas entre nós” com Pedro Jóia.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *