Aqui está um BTT que não é para todos!

Sabemos que a prática desportiva em montanha é desafiadora.

A região da Serra da Estrela é ótima para os praticantes de desporto, seja ele corrida, parapente ou BTT e os percursos são aliciantes, exemplo disso é a Invernal BTT – Cidade da Guarda que vê, este ano, a sua 12ª edição decorrer no último domingo de novembro.

E questionam-se vocês: mas porque se chama invernal se ocorre em pleno outono? Não se preocupem com pormenores, na Guarda o outono parece inverno, por isso a experiência pode ser sentida no outono, até porque, como se diz pela cidade mais alta, “aqui só há 3 estações: o inverno, o verão e a estação de caminhos de ferro”! E em 11 edições os participantes já tiveram a oportunidade de competir debaixo de chuva, com frio, neve e até sol.

InvernalBTTGuarda2015

A Invernal de BTT – Cidade da Guarda é uma organização conjunta entre o Clube de Montanhismo da Guarda e a Câmara Municipal, contando, este ano, com o apadrinhamento de um jovem atleta da cidade, David Rodrigues, da equipa Rádio Popular – Boavista, tendo já vencido esta competição ainda em tenra idade.

A prova é aberta a participantes de ambos os sexos que devem assumir a responsabilidade da sua participação em termos físicos e de saúde.

A prova está aberta a menores de idade que se devem fazer acompanhar de um Termo de Responsabilidade devidamente preenchido e assinado pelo Encarregado de Educação.

As inscrições estão limitadas a 400 participantes e podem ser feitas através do site do Clube de Montanhismo e na loja Garbike na Guarda, até dia 22 de novembro.

A prova arranca no Estádio Municipal da Guarda, pelas 9h00 do dia 29 de novembro e estão disponíveis dois percursos, um para meia-maratona com cerca de 40km e outro para a maratona e que tem cerca de 70km.

A Invernal de BTT – Cidade da Guarda, disputa-se em sistema de “Open Road”, ou seja, decorre em caminhos rurais, trilhos e estradas secundarias, sendo obrigatório que os participantes cumpram as regras do código de estrada.

A prova está marcada com placas e fitas sinalizadoras e existirão diversos postos de controlo ao longo do percurso, sem que os atletas saibam onde estão. Assim sendo, só serão classificados os atletas que passem por todos os controlos, incluindo o da partida.

Para aqueles que acompanham os atletas e não pratiquem BTT mas que até apreciam a prática desportiva, existirá uma caminhada.

Esta é considerada a maratona mais fria do país, uma prova que testa alguns limites e que, por isso, é tão aliciante. Há vários fatores que contribuem para que esta seja uma prova só para os mais resistentes, seja pelo frio, as condições atmosféricas que, normalmente, são imprevisíveis, seja pela possibilidade de existência de neve, gelo ou nevoeiro, ou pelo percurso em montanha bastante desafiador, ou ainda, por se tratar de uma prova em altitude, pela exigência física da mesma.

É pelas suas características que esta é uma das provas mais conhecidas a nível nacional para os amantes deste desporto. Atreve-se?

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *