Pelas Rotas das Aldeias de Montanha

Para os amantes das caminhadas e da natureza sugerimos, hoje, um conjunto de rotas muito especial, que o levará a conhecer algumas das mais belas aldeias da Serra da Estrela, em percursos de fazer parar a respiração, e não (apenas) por cansaço ou pela altitude!

Nas Rotas das Aldeias de Montanha encontrará 14 percursos num total de cerca de 100km, abrangendo o território das Aldeias de Montanha.

A Rota da Ribeira do Piódão em Vide.

A Rota da Ribeira de Loriga que abrange as localidades de Loriga, Vide e Cabeça.

Ainda por lados de Cabeça encontra a Rota dos Socalcos.

Em Loriga poderá encontrar a Rota da Eira e Rota da Garganta de Loriga.

Por lados de Teixeira existe a Rota da Missa.

Em Sazes da Beira pode seguir a Rota do Volfrâmio.

A Rota das Minas do Círio começa em Valezim.

Há ainda a Rota da Caniça em Lapa dos Dinheiros.

Em terras de Sabugueiro existem as Rotas do Vale do Rossim e a Rota da Fervença.

Em Alvoco da Serra e Vide encontra.

Ainda a Rota da Ribeira de Alvoco.

Em terras de Alvoco da Serra pode optar pelas Rotas das Canadas e Pastoreio.

Claro que cada Rota tem as suas especificidades e grau de dificuldade, por exemplo, as mais difíceis são as Rotas da Garganta de Loriga, da Ribeira de Loriga, do Pastoreio e a Rota da Ribeira de Alvoco.

Se for um caminhante que gosta de um desafio mas não dispensa apreciar a paisagem sem grandes esforços físicos, tem para si as Rotas de dificuldade média. Falo das Rotas das Minas do Círio, da Caniça, Canadas, Fervença e Rota de Vale de Rossim. Para aqueles que não querem grandes dificuldades nas suas caminhadas há as Rotas de dificuldade fraca como as Rotas da Eira, Socalcos, Missa e Rota do Volfrâmio.

Estas Rotas (que pode consultar em pormenor no site do município de Seia) são uma ótima oportunidade para conhecer a riqueza natural e cultural das paisagens e das comunidades das aldeias.

A Serra da Estrela é muito mais que neve, muito mais que um destino de Inverno sendo capaz de oferecer a quem a visitar, autênticos tesouros, raros no país. Os caminhantes são desportistas que entendem o valor da paisagem na prática destas atividades e mais do que praticar desporto, o pedestrianismo é um instrumento de interpretação e conservação da paisagem, representando um produto estratégico de promoção do território junto de um público muito especifico e que se encontra em grande expansão.

Calçe as sapatilhas e venha conhecer esta Rota das Aldeias de Montanha, uma forma especial de aliar a saúde e o bem-estar ao turismo, com certeza saíra daqui mais saudável e com mais histórias para contar e memórias para guardar!

 

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *