A Praça agora é Living Lab no Fundão

Há criatividade nas Beiras. Fluem como sangue pelas gentes destas terras. A vontade de inovar e reinventar une-se a essa criatividade e as ideias surgem consistentes e apoiadas em locais como o Living Lab no Fundão.

Outrora Praça Municipal, hoje o que se encontra disponível ao público são ideias inovadoras nascidas de mentes criativas, numa iniciativa de reabilitação de um espaço que se encontrava vazio e que, desta forma, se encheu de vida e de oportunidades.

O Living Lab do Fundão é uma incubadora de empresas, funcionando em formato cowork e integrando, ainda um “Fab Lab” cujo objetivo passa por dar apoio e responder às necessidades dos seus parceiros, ajudando-os a desenvolver protótipos e a criar modelos de negócios inovadores e novas dinâmicas sociais que, basicamente, tenta tornar palpável as ideias que os procurem recorrendo às novas tecnologias 3D.

fab lab ovelhas

O Living Lab da Cova da Beira é um centro de criatividade com uma forte componente pedagógica e formativa com o objetivo de promover a autonomia dos seus utilizadores. Este “Fab lab” tem sido utilizado para inúmeras atividades tendo produzido diversas peças que já se encontram por aí espalhadas, como puzzles de montagem que se transformam em carros ou animais, lembranças e troféus para eventos, sendo muito procurado por arquitetos e artistas de diversas áreas para a elaboração de maquetes ou peças de design.

O Living Lab é uma incubadora de empresas e aqui nasceram marcas como a Bio Poli e os seus copos reutilizáveis apoiados pelos “tubarões” do Shark Tank nacional, ou os sabonetes desenvolvidos por Francisca Vidal, 100% naturais e artesanais, os sabonetes “Da’Ki”, fazendo parte das 13 novas empresas desta incubadora “A Praça”.

fab lab instalações

O Living Lab é o exemplo de como se podem aproveitar espaços devolutos e transformá-los em locais de criatividade e motivação económica, independentemente de qual tenha sido a sua utilização no passado. Aqui, neste mercado revisitado, os talhos e peixarias deram lugar a escritórios e as bancadas da fruta são mesas de trabalho, os vendedores não gritam pregões mas ajudam a economia a desenvolver-se e trazem novas ideias e conceitos.

 

Já ouviu falar?

https://heartbeat.pt/bio-poli/

 

 

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *