Casa da Ínsua, uma ilha no interior

Vamos fugir do mundo. Esquecer os problemas e reinventar uma rotina, inspirada na tranquilidade e na natureza, repleta de momentos únicos de nostalgia portuguesa.

Vamos fugir deste mundo e entrar num ambiente reminiscente de tempos idos de nobreza e glória, onde o bom gosto imperava, e impera, em pormenores de beleza talhada à mão.

Deixemo-nos deslumbrar por salas imponentes de memória que, apesar de nos assoberbarem com as suas histórias nos envolvem num estranho abraço e nos confortam. Entremos num mundo onde todos os recantos nos falam, nos contam vivências e nos despertam a curiosidade. Deixemo-nos descansar e ouvir o cantar dos pássaros enquanto o verde é a nossa linha de horizonte.

Repousemos, tranquilamente, num jardim e permitamo-nos sonhar com bailes e jogos ao luar, dançados e desfrutados por senhores e senhoras da nobreza.

casa insua

Vamos até um local onde as paredes nos prendem o olhar e nos transportam para outros mundos. Aqui somos recebidos por um chafariz que nos acolhe com um canto fresco e nos leva até um sorriso. Passeamos pela propriedade cinco estrelas não apenas de nome, mas em serviço, conforto e qualidade.

Fechemos os olhos e deixemo-nos dormir num quarto único, especial, parado no tempo, mas com os confortos e comodidades que o séc. XXI exige.

Deixemo-nos pertencer a esta casa, ladeada de verde numa natural harmonia, tão beirã, tão portuguesa. Apreciemos os sabores típicos e de produção local. Deleitemo-nos com o néctar aqui produzido e reconhecido mundo fora pelas suas características únicas. Façamos parte deste mundo e regressemos apenas quando a força da nossa realidade nos arrancar daqui.

insua1

Aqui estamos em casa. Uma casa senhorial, portuguesa e beirã. Uma verdadeira Ínsua no meio do verde, onde o restante não entra e não interessa. A Casa da Ínsua é mais que um hotel, é uma cápsula do tempo onde o homem moderno se pode permitir desfrutar, pernoitar e, acima de tudo, viver!

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *